Universidade de Aveiro prevê avanço do mar e dá soluções para o deter

Não usa a bola de cristal para prever de que forma vai o mar avançar ao longo da costa portuguesa. Também não utiliza cartas de tarot para adivinhar que intervenções nas praias conseguirão suster as águas do Atlântico. Chama-se COAST, foi desenvolvido na Universidade de Aveiro (UA) e, ciências ocultas à parte, usa um software visionário que simula a evolução da linha de costa para as próximas décadas. Perante o nefasto avanço do mar, o COAST indica ainda que obras de defesa costeira melhor se adequam a cada praia tendo em conta custos e benefícios.


Universidade de Aveiro prevê avanço do mar e dá soluções para o deter

Destaques PPLWARE

2 Respostas

  1. Joao Ptt diz:

    Dá para ver na testa da investigadora Márcia Lima que é muito boa pessoa (estou a escrever isto no sentido literal, basta olhar para lá para ver o símbolo que porta, e quem souber o que significa sabe que é realmente boa pessoa e se esforça nesse sentido).

    Fica a sugestão para que desenvolva as suas capacidades no sentido de realizar um modelo realista que ajude a tirar as pessoas de próximo do Oceano Atlântico tendo em conta o aumento do nível médio das águas, assim como para prevenir os problemas associados a tsunamis, e ainda de tirar as pessoas do caminho da destruição provocada por destruição de barragens por conta de terramotos que terão de acontecer ao longo das próximas quatro décadas por conta de alterações que terão de ser realizadas no planeta. Para além de que toda a gente sabe que já deveria ter ocorrido um enorme terramoto próximo de Lisboa dada a cadência de repetição de tal evento ao longo da história (+/- a cada 250 anos)… esta informação só para o caso de não querer subscrever a ideia de eventos apocalípticos estarem a aproximar-se também de Portugal… já que até os cientistas menos iluminados reconhecem que já deveria ter ocorrido um mega terramoto que afectasse novamente Lisboa, e estão à espera de pelo menos um há já alguns anos, e andam constantemente a dizer que não “estamos” (sociedade) preparados para tal.

    Como não é expectável que o governo e assembleia da república façam o que quer que seja de útil nesta área, fica a sugestão para que torne essa informação disponível num web site actualizado com a informação sobreposta a mapas disponíveis gratuitamente tanto online como em formato universal tipo PDF para descarregar e imprimir. Pelo menos quem quiser deslocar-se para uma zona mais segura que tenha a informação ao seu alcance.
    Quando o fizer volte a publicitar aqui e em outros meios de comunicação social para a informação chegar às pessoas certas.

  2. Marujo diz:

    Utilidade seria tirar as pessoas e estruturas humanas de próximo da costa.
    É inevitável que o oceano vá subir e provocar muitos estragos, e ainda por conta dos tsunamis que ocorrem com alguma frequência ao longo dos séculos.
    Andar a meter areia das praias, ou querer manter as populações junto ao oceano vai custar entre milhares a milhões de vidas humanas… talvez estas não tenham valor?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

×