Tags: malware

Check Point: Top 3 do malware em Portugal (Julho 2017)

A Check Point revelou recentemente que o número de empresas afetadas pela campanha de malvertising (publicidade fraudulenta) RoughTed caiu mais de um terço em julho, dos 28% para os 18% das empresas atacadas a nível mundial, de acordo com o último Índice de Impacto de Ameaças Globais do fabricante de segurança.

Conheça quais foram as 3 principais ameaças durante o mês de julho de 2017.


Malware aumentou 25% em 2014

A Alcatel-Lucent apresenta dados que revelam que as ameaças de segurança a equipamentos móveis e residenciais e os ataques a redes de comunicação aumentaram em 2014, colocando em risco a privacidade e a informação pessoal e corporativa.

Os Motive® Security Labs da Alcatel-Lucent estimam que 16 milhões de utilizadores de equipamentos em todo o mundo estejam infetados por software malicioso – ou “malware” – usado por cibercriminosos para espionagem corporativa ou pessoal, roubo de informação, ataques de denial of service a empresas ou governos, e esquemas de phishing relacionados com serviços bancários ou com publicidade.


Chthonic – A nova ameaça digital da banca online

Já atacou mais de 150 bancos e 20 sistemas de pagamento online diferentes em 15 países. Parece dirigir-se principalmente a instituições financeiras no Reino Unido, Espanha, EUA, Rússia, Japão e Itália, entre outros.  O Chthonic explora as funções do computador, incluindo a câmara web e o teclado para roubar credenciais bancárias online, como passwords. Os cibercriminosos também podem ligar-se ao computador de forma remota e ordenar-lhe que realize transacções.


Utilizadores do OSX recebem malware 10 vezes por ano

Durante os primeiros oito meses de 2014, a Kaspersky Lab detectou quase 1.000 ataques únicos contra dispositivos Mac, agrupados em 25 famílias. • Os utilizadores dos Estados Unidos e da Alemanha são as principais vítimas de ataques a este sistema operativo, seguidos do Reino Unido, Canadá, Espanha, Itália e Austrália


×