Portugal entra na fusão nuclear

O ISQ foi escolhido como o parceiro para a garantia da Qualidade do Projecto ITER, o maior investimento científico da actualidade, estimado em 34 milhões de euros.

Neste projecto, no valor de 7,5 milhões Euros, o ISQ vai fazer o controlo de qualidade da fabricação de todos os equipamentos principais do reactor de fusão nuclear, o que envolverá algumas dezenas de engenheiros e técnicos especializados em diferentes áreas. O projecto ITER conta com a participação da União Europeia, China, Coreia do Sul, EUA, Índia, Japão e Rússia.


Portugal entra na fusão nuclear

Destaques PPLWARE

1 Resposta

  1. Bruno Gonçalves diz:

    é um sucesso bastante importante para o ISQ e que deve ser louvado no entanto a noticia contém vários factos errados (incluindo o titulo) e deve ser revista:
    – o orçamento do ITER está errado sendo bastante superior que os 34 milhões de euros indicados
    – Portugal já entrou ha muito nas actividades de fusão nuclear:
    O Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear (www.ipfn.ist.utl.pt) do Instituto Superior Técnico desenvolve ha mais de 20 anos actividades nesta area e tem vários contratos de investigação com o ITER. Várias empresas portuguesas (entre as quais o ISQ) já contribuem em vários projectos (por exemplo, ASilva Matos, FiberSensing, Active Space Technologies)

    Bruno Soares Gonçalves, Presidente do Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

×